Books Lifestyle

Book Review: O Tatuador de Auschwitz (PT)


Hoje trago-vos uma review de um livro que se tornou um dos meus favoritos da vida! Não é que seja uma leitora nata, aliás só ha cerca de um ano e pouco é que comecei a devorar livros como se não houvesse amanhã! Mas de vários que já li, este está sem dúvida no meu top preferidos!
Eu sou aquele tipo de pessoa que: ou a história me desperta interesse e fico colada ao livro e em 1 ou 2 semanas está lido ou então perco o interesse e das duas uma ou desisto ou levo uma eternidade a terminá-lo. E o Tatuador de Auschwitz sem dúvida que foi daqueles que me deixam coladinha ás páginas!

Não vou ser spoiler e vos dizer o que acontece mas diga-mos que o “plot” do livro é a história de um homem chamado Lale que é Judeu e no campo de concentração de Auschwitz-Birkenau e é “contratado” para tatuar os “números de série” no braço de cada prisioneiro novo que chega ao campo. E é assim que ele conhece Gita, uma rapariga aterrorizada com o que lhe poderá acontecer naquele sítio, à espera da sua vez para ser tatuada. Lale rapidamente se apaixona por ela e fará de tudo para lutar não só pela sua vida mas também pela de Guita.

Eu sou suspeita em relação a este tema pois adoro ler tudo o que diz respeito à segunda guerra mundial. E este livro chamou-me à atenção por este motivo e por se basear numa história real. Sim, estas pessoas existiram!
Tenho a dizer que Lale me fez apaixonar por ele. Todas as mulheres precisam de um Lale na sua vida. Sem dúvida que tudo nele é apaixonante e nos faz querer ler mais e mais! Tudo aquilo por que passa, sente e vê está tão bem descrito que me senti de alguma forma transportada para o local e a passar por aquelas situações.
Os acontecimentos no campo de concentração que ele presencia deram-me arrepios e muitas vezes exteriorizei “QUE HORROR!” com a mão a tapar a boca! Escusado será dizer que o livro me fez soltar várias lagrimitas!

A meu ver, também aqui está presente uma mensagem subliminar, não propositadamente creio eu (ou será que sim?) de nunca desistirmos perante as atrocidades da vida! Vale sempre a pena lutar! Estas pessoas estavam em situações desesperantes e nunca baixaram os braços. Nós, hoje em dia, com qualquer merdinha que alguém nos diz, faz ou pensa cai o carmo e a trindade e parece o fim do mundo! Temos de ter mais calma, tolerância, e tentar ser felizes! Porque no meio do caos, morte, guerra e sofrimento ainda houve quem conseguisse sentir o amor e lutar por ele. E isto é lindo e vale tão a pena!

Por isso se alguém me pedir uma recomendação de um livro para ler sem pensar duas vezes irei recomendar este. De fácil leitura, não é muito denso e é realmente apaixonante!!

E assim vos deixo, espero ter conseguido despertar a vossa curiosidade para irem já a seguir comprar ou pedir emprestado o livro para lerem! Não se vão arrepender!

“If you wake up in the morning, it is a good day.” 
― Heather Morris, The Tattooist of Auschwitz

 

🖤 f.


You Might Also Like...

No Comments

    Leave a Reply